Cia de artes do BAQUE BOLADO

maracatu, malinke, tambor, perna de pau, dança afro, dança contemporânea, canto, batuque, #batuqueacidade

Artes Plásticas - Circo - Cultura Popular - Dança - Música - Teatro - Video

Atuando há 18 anos no cenário artístico de São Paulo, a Cia. de Artes do Baque Bolado faz parte do movimento cultural iniciado na década de 1980, e existente até os dias de hoje, cujo objetivo é a pesquisa a divulgação e a criação a partir das diversas manifestações tradicionais existentes no Brasil.

Tal iniciativa é fomentada por uma concepção artística e histórica que ressalta a importância das tradições populares brasileiras, uma vez que estas são resultado do rico processo de sincretismo de diversas culturas e contextos sociais, principalmente as de matriz africana, européia e indígena, sendo, portanto, o retrato da formação sociocultural do país.

No início de sua experiência, o grupo caracterizava-se pelo aprendizado de manifestações especificas - sendo sua maior fonte de pesquisa, o Maracatu de Baque Virado da Nação Estrela Brilhante, manifestação tradicional do Recife - e se reservava à execução de espetáculos com certo rigor em relação às manifestações tradicionais. Com o passar dos anos, o coletivo passou a constituir seu próprio processo criativo, incorporando novas linguagens e formas de comunicação e expressão, o que resultou num conteúdo artístico inovador.


Esse processo criativo, embasado em um duplo pilar – a pesquisa das manifestações tradicionais brasileiras e a utilização de diversas formas artísticas fomentadas pessoal e coletivamente – serviu de base para uma série de outros grupos, o que assegura sua posição de vanguarda. Por fim, mais do que expressão de um movimento, a Cia. de Artes do Baque Bolado, ainda hoje, é representante de um movimento cultural que abre portas e desmistifica preconceitos, sendo fruto da necessidade de dançarinos, músicos, atores, artistas plásticos e circenses de brincar com a enorme fusão cultural deste país, aliando a multiplicidade da cultura popular à experiência de artistas que vivem numa das maiores metrópoles do mundo. Durante todo seu período de existência, os mais diversos artistas compuseram o coletivo, exemplos destes são: as cantoras Fabiana Cozza e Vanessa da Mata, o instrumentista e compositor Leandro Medina e o percussionista Eder O’ Rocha, entre outros. A companhia também esteve e se mantem presente em locais e eventos de grande e importante circulação de público, tais como: SESC´s, Viradas culturais, Circuito cultural Paulista e, recentemente, nas ruas do Centro da cidade de São Paulo com o espetáculo Pernambolados – fomentado pelo Edital Cultura 2014 (Minc).

Atualmente a companhia atua a partir de diversos espetáculos, tais como: o Cortejo de Maracatu do Baque Bolado, ação inspirada nos tradicionais Maracatus Nação da cidade de Recife-PE, o Cortejo de pernaltas – performance que traz uma batucada sobre as pernas de pau, o Espetáculo Cores, Tambores e Crenças – voltado à percussão e à dança com enfoque na cultura afro-americana e africana, a Jam de danças brasileiras – performance com canto, dança e música embasado nas diversas manifestações tradicionais brasileiras, entre outros.

Somado aos espetáculos, a Companhia tem buscado fortalecer a dinâmica da arte-educação por meio de oficinas abertas e gratuitas realizadas periodicamente no Centro Cultural Tendal da Lapa, além disso, oferece workshops para escolas, empresa e os mais diferentes eventos. Nestes espaços, pessoas de todas as idades são convidadas a participar do processo criativo do Baque Bolado, através das diversas manifestações artísticas: canto, dança, percussão e artes plásticas.

Contato
http://www.baquebolado.com.br 11-97489-4244 11-99826-0365ca_pdesouza@yahoo.com.br
Locais de Apresentação:
Somos brincantes, amantes e pesquisadores da cultura popular tradicional, que em seus folguedos tem por tradição ocupar as ruas. Além disso, por sermos artistas da metrópole paulistana, cremos ser grande alento levar nossa arte à ocupar as ruas, praças, parques e demais espaços públicos, trazendo assim mais sonoridades, texturas, cores e cantos pra contrastar com a cidade cinza. #batuqueacidade