Jimmy Costa

Jimmy Costa apresenta seu primeiro EP, Samba rock e brasilidades para colocar todo mundo para dançar Depois de transitar por mais de 15 anos no universo do samba paulista, o cantor e multi instrumentista Jimmy Costa estreia as primeiras faixas da sua carreira solo, em um EP que leva seu nome. Com seis músicas, o disco tem produção, arranjos e regências assinadas por Bião Roa e gravação, mixagem e masterização no Neno Estúdios. Jimmy chega para mostrar toda sua personalidade musical. Gafieira, soul music e um toque de romantismo acompanham o ritmo do samba rock dançante do novo trabalho. Em Chega de Lero, Jimmy abusa dos arranjos e vocais que transformam a letra dos amigos Ti Muscicalidade e Lyra San em um soul, destaque para a flauta de Erique. Negra Linda tem letra de Chiquinho dos Santos, um compositor renomado no mundo do samba, com pegada dançante, a faixa ganhou um vídeo clipe com produção de Marcelo Souza e foi escolhida como a música de trabalho desse novo momento de Jimmy. Meu Tudo que não é meu foi escrita junto com seu cumpadre Jorge E e inspirada na canção Um Amor Puro, de Djavan, ganhou novos arranjos, o peso da bateria de Fábio Negão, distorções na guitarra de Edinho e o groove do contrabaixo de Miro. Meu Pensamento conta com as notas delicadas do violino de Sara Lima e piano de Bião Roa, também tem letra de Jimmy com Jorge E, e revela o lado mais romântico do cantor. Princesa tem uma levada mais calma, mostra um novo estilo dentro do samba rock, está na pista a uns 7 anos, desde quando tocava na banda Gato Preto com o compositor dela, Lyra San. 100% Melanina é uma gafieira com letra de Nego Branco, Helder Celso e Cleitinho Persona, foi a última música a entrar no disco: “Ela foi feita para a Paula Lima gravar, mas por minha sorte, não entrou no seu repertório” explica Jimmy. A canção conta com metais de Ivo Bittencourt no trombone, Paulo Negret’s no trompete e Erich Matos no sax, percussão comandada por Bolinha e um time de backing vocal formado por Claudio Caires, Fabiana Novaes e Miro Mé Maior, com a participação especial da menina Ruth Cristina que estava no estúdio acompanhando o pai e acabou dando sua contribuição. O disco de estreia traz muito da bagagem que Jimmy acumulou durante anos de estrada e palco. O cantor fez parte das bandas Pânico Ubano, Forró na Pressão, Batukando e do Grupo Mé Maior. Fez participações no DVD da cantora Celia Nascimento e em uma música ainda inédita do Marcelo Yuka com Seu Jorge. Atualmente também produz o novo show do apresentador e MC Max B.O. No Japão, trabalhou com o Trio Brasil e para Portugal levou samba de qualidade. Além da voz afinada, Jimmy Costa toca violão, cavaquinho, guitarra, bateria e percussão. Confira mais no soundcloud oficial: https://soundcloud.com/jimmy-costa-7 Veja o clipe de Negra Linda: https://www.youtube.com/watch?v=FpZaLrlNS5Q Curta o Facebook oficial: https://www.facebook.com/jimmycostaa?fref=ts Mais informações, agenda e fotos para imprensa com Daniela Costa 11 98917-2452 – danielaanac@gmail.com Contatos para shows: 11 99235-0855 / 98917-2452 Dani Costa - www.jimmycosta.com.br

Cultura Popular

JIMMY COSTA 15 ANOS

Sua história começa assim:
Filho de Fátima de Souza e Nelson de Oliveira (musico), Jimi nasceu em agosto de 1979, com o nome dado pelo pai, que homenagiou seu idolo (Jimi Hendrix). Jimmy Costa desde criança acompanhava seu por bares, churrascarias e eventos onde o pai se apresentava com a suas bandas. Mas só foi se enteressar por musica aos 13 anos, quando seus irmão resolveram montar um grupo de samba e pagode chamdo (Eterna Morada), onde teve seu primeiro contato com um instrumento chamado repique de mão, o tempo foi passando e aos 14 guanhou seu primeiro cavaquinho. E assim foi com esse grupo por cinco anos. Mas a timides era o seu ponto fraco, foi com o o Grupo Sem Maldade no ano de 1996, que ele conseguiu tocar em grandes casas como: Barracão de Zinco, Moema Samba, Pilequinho, Eucaliptos, Coração Brasileiro e muitas outras do mesmo prestigio, e tendo o prazer de tocar e cantar com pessoas como: Renato Teixeira, Bira Presidente (Fundo de Quintal) e etc... Em 1999 Jimmy Costa recebe o convite para fazer parte do grupo Mé Maior, gravou 1º Sucesso da sua carreira, a musica Louco Por Você, em 2004 regravou Nem Dormindo eu consigo Te Esquecer (sucesso na voz de Gean e Giovanni), 2005 o Grupo lança uma coletania com todos os seus sucessos. 2005 o Jimmy Costa roslve representar a musica nordestina dentro e fora do Brasil, com o Grupo ForróNaPressão, onde se apresentarão em Portugal nas ilhas dos Açores, e voltando para seu pais seguiu com a turne em evetos e casas de shows como: Bacanas Bar (Praia Grande), Cajhang, Canta Galo, Projeto Equilíbrio, Sala Gonzagão, Danado de Bom, KVA, Remelexo Brasil, Estância Cidade Dutra (Projeto Arrumadinho)Reggae Night, Ghost Club, Jamming, Enfarta, Caipirão, Eucaliptus, Rancho 21, Prainha (Projeto Arrumadinho), associações como Patativa Sto. Amaro e Barueri e CTN (Rádio Atual), CTG (Centro de Tradições Gaúchas) e SESC Santos, ADD ? Associação não-governamental de deficientes físicos, Projeto Dançar na 3ª Idade, Colegio Maria Imaculada, programas de rádio Mais FM, Rádio Atual e Opção FM, televisão com o Circuito do Forró, Alô Sertão do Canal 21 e Clube do Forró (NGT) e participaram eventos do tipo aniversário de 450 anos de SP com a prefeitura e também universitários juntamente com a Hands e DCE Unisa. Passaram também por muitas cidades no litoral e interior de São Paulo como Brotas, Bauru, Itu, Indaiatuba chegando até o Paraná nas cidades de Ilha Cumprida, Ilha do Mel, Iguape. 2006 participa da ala de compositores da escola de samba Vai-Vai. Em 2007, retorna ao grupo Mé Maior para gravar o 1º DVD, um tributo ao saudoso João Nogueira, teatro do hotel claune plaza (em São Paulo). Final de 2007 até 2008, Jimmy Costa, se junta com amigos musicos e forma uma Banda chamada Gato Preto, trazendo o Samba-Rock de todos os tempos, gravando o DVD da cantora Célia Nascimento, no teatro Adamastor em Guarulhos/SP. No mesmo ano de 2008, ele recebe o uma outra oportunidade de se apresentar em outro pais, e em setembro de de 2008, partiu para o Osaka – Japão, retornando para o Brasil no ano seguinte, em março de 2009. O seus projetos musicais retoma em 2010, ugares Cds e 1 DVD (Tributo à João Nogueira), com vairias participações como:Reginah, Célia Nascimento, Mattoli (club do Balanço), entre outros... Em 2011, seguei gravando com produções independentes escolas de sambas e próprias produções. 2012, volta ao cenário do samba e pagode com o grupo mé maior granvando seu terceiro CD, produzido pelo produtor Bião Rai, segue como disco até 2013, quando se desliga do grupo Mé Maio, rumo a outros projetos, no mesmo ano ganha o 1º samba enrredo na escola Dom Bosco, na zona leste de SP, ainda em 2013 ele monta com amigos um novo projeto Batuk”andô, levando o samba, samba-Rock e mpb. Agora em 2014, está se lançando em sua carreira solo.



JIMMY COSTA 15 ANOS

Sua história começa assim:
Filho de Fátima de Souza e Nelson de Oliveira (musico), Jimi Anderson de Oliveira (nome de registro), nasceu em agosto de 1979, com o nome dado pelo pai, que homenageou seu ídolo (Jimi Hendrix). Jimmy Costa desde criança acompanhava seu por bares, churrascarias e eventos onde o pai se apresentava com a suas bandas. Mas só foi se interessar por musica aos 13 anos, quando seus irmão resolveram montar um grupo de samba e pagode chamado (Eterna Morada), onde teve seu primeiro contato com um instrumento chamado repique de mão, o tempo foi passando e aos 14 ganhou seu primeiro cavaquinho. E assim foi com esse grupo por cinco anos. Mas a timidez era o seu ponto fraco, foi com o Grupo Sem Maldade no ano de 1996, que ele conseguiu tocar em grandes casas como: Barracão de Zinco, Moema Samba, Pilequinho, Eucaliptos, Coração Brasileiro e muitas outras do mesmo prestigio, e tendo o prazer de tocar e cantar com pessoas como: Renato Teixeira, Bira Presidente (Fundo de Quintal) e etc... Em 1999 Jimmy Costa recebe o convite para fazer parte do grupo Mé Maior, gravou 1º Sucesso da sua carreira, a musica Louco Por Você, em 2004 regravou Nem Dormindo eu consigo Te Esquecer (sucesso na voz de Gian e Giovanni), 2005 o Grupo lança uma coletânea com todos os seus sucessos. 2005 o Jimmy Costa resolve representar a musica nordestina dentro e fora do Brasil, com o Grupo ForróNaPressão, onde se apresentarão em Portugal nas ilhas dos Açores, e voltando para seu pais seguiu com a turnê em eventos e casas de shows como: Bacanas Bar (Praia Grande), Cajhang, Canta Galo, Projeto Equilíbrio, SalaGonzagão, Danado de Bom, KVA, Remelexo Brasil, Estância Cidade Dutra (Projeto Arrumadinho)Reggae Night, Ghost Club, Jamming, Enfarta, Caipirão, Eucaliptus, Rancho 21, Prainha (Projeto Arrumadinho), associações como Patativa Sto. Amaro e Barueri e CTN (Rádio Atual), CTG (Centro de Tradições Gaúchas) e SESC Santos, ADD Associação não-governamental de deficientes físicos, Projeto Dançar na 3ª Idade, Colegio Maria Imaculada, programas de rádio Mais FM, Rádio Atual e Opção FM, televisão com o Circuito do Forró, Alô Sertão do Canal 21 e Clube do Forró (NGT) e participaram eventos do tipo aniversário de 450 anos de SP com a prefeitura e também universitários juntamente com a Hands e DCE Unisa. Passaram também por muitas cidades no litoral e interior de São Paulo como Brotas, Bauru, Itu, Indaiatuba chegando até o Paraná nas cidades de Ilha Cumprida, Ilha do Mel, Iguape. 2006 participa da ala de compositores da escola de samba Vai-Vai. Em 2007, retorna ao grupo Mé Maior para gravar o 1º DVD, um tributo ao saudoso João Nogueira, teatro do hotel claune plaza (em São Paulo). Final de 2007 até 2008, Jimmy Costa, se junta com amigos musicos e forma uma Banda chamada Gato Preto, trazendo o Samba-Rock de todos os tempos, gravando o DVD da cantora Célia Nascimento, no teatro Adamastor em Guarulhos/SP. No mesmo ano de 2008, ele recebeu uma outra oportunidade de se apresentar em outro pais, e em setembro de de 2008, partiu para o Osaka – Japão, retornando para o Brasil no ano seguinte, em março de 2009. O seus projetos musicais retoma em 2010, ugares Cds e 1 DVD (Tributo à João Nogueira), com varias participações como: Reginah, Célia Nascimento, Mattoli (club do Balanço), entre outros... Em 2011, seguei gravando com produções independentes escolas de sambas e próprias produções. 2012, volta ao cenário do samba e pagode com o grupo mé maior gravando seu terceiro CD, produzido pelo produtor Bião Rai, segue como disco até 2013, quando se desliga do grupo Mé Maio, rumo a outros projetos, no mesmo ano ganha o 1º samba enredo na escola Dom Bosco, na zona leste de SP, ainda em 2013 ele monta com amigos um novo projeto com o nome Batuk”andô, junção de amigos musicos, levando o samba, samba-Rock e mpb, com muita alegria e descontração.
Mas em 2014, se lançando em sua carreira solo, está com o projeto dos seus 15 anos de estrada, e está lançando um EP com 6 musicas inéditas.



Contato
https://soundcloud.com/jimmy-costa-711563187021199235096jimioliveira100@gmail.com